Translate

domingo, 24 de agosto de 2014

Os(as) leitores(as) já devem ter notado que mudei discretamente algumas cores e alguns elementos de design deste blog.
Periga ser a última mudança.
Na verdade, este pode até ser o último texto deste blog, embora eu tenha muito material ainda por revelar ao mundo e eu já disse no Twitter que este blog à partir desta postagem, nunca mais seria o mesmo.
Se haverão outros textos depois deste, isso para mim ainda é um mistério.
Mas se estaremos vivos no dia seguinte já não é um mistério?

Este texto é dedicado à humanidade, à liberdade e à honestidade, coisas cada dia infelizmente mais escassas no mundo atual.


Uma última postagem? Quem sabe?
"Nascemos pelados e com fome. Logo levamos um tapa para aprender o que a vida nos reserva."


Já faz uns 15 anos que penso que por algum motivo, minha vida está para acabar muito em breve.
De certa forma, é um pensamento que a cada ano que passa, torna-se mais verdade, especialmente para um bisbilhoteiro curioso do tipo que publica pontos de vista digamos... incomuns num blog perdido qualquer na Internet.
Pior ainda se esses pontos de vista coincidem com a realidade e pior ainda, se revelam planos secretos de gente muito, muito influente e perigosa (especialmente em ano eleitoral).
Nos últimos anos, eu tenho compilado revelações aqui neste blog e investigado muito à fundo, fazendo experiências em redes sociais, observando comportamentos... Às vezes sendo censurado, às vezes ameaçado.
Já citei várias vezes aqui neste blog, que existe uma guerra silenciosa que está muito além da visão do grande público. Assuntos que a mídia (mesmo a mídia alternativa) nem toca.
Recentemente, resolví fazer uma exposição de um ponto de vista numa rede social e devo ter revelado publicamente, agentes secretos dessa guerra, que inclui espionagem, sabotagem, guerrilheiros, assassinatos políticos (alguns até já citados neste blog há muito tempo), aparelhamento estratégico, terrorismo, ligações com crime organizado e a disputa pelo controle de um montante de arrecadação que passa fácil de 1,5 trilhão de Reais por ano não por um governo, ou por alguns representantes políticos que o compõem, mas por grupos organizados de governantes. E claro, como não poderia deixar de ser, essa minha exposição (do "plano B" de uma certa organização) foi removida pelo dono do tópico (provavelmente um desses agentes) e eu fui "discretamente" ameaçado de modo que pode até ser que este seja o último texto do meu blog.
Ou se não fôr (até porque sou "peixe muito pequeno", já que um blogueiro solitário não tem condição de ser ameaça para a tal organização que detém o poder às vezes totalitário, às vezes absolutista, às vezes meramente ditatorial em vários países da América Latina), eu tenho absoluta certeza de que o meu nome está numa lista de marcados para o extermínio (como já aconteceu no passado em outros países membros dessa organização), seja através de algum "acidente" sem explicação, seja através da contração misteriosa de alguma doença, ou talvez daqui alguns anos, através de fuzilamento mesmo, por "crime de opinião", como eu já citei aqui neste blog.
Se a tal organização não conseguir o que querem desta vez, pode até ser que eu ganhe um pouco mais de tempo de vida, mas acho muito pouco provável (a menos que os Illuminati gostem de mim por algum motivo e resolvam intervir, uma vez que eu trabalho diretamente para eles, embora eles nem saibam... na verdade, nem meus gerentes sabem que trabalham diretamente para eles... acho).
O quê eu tenho a ganhar revelando esse tipo de coisa?
Bom... a resposta é... nada.
Na verdade, revelar ou não, não vai fazer diferença alguma para eles nessa altura do campeonato em que as consequências já se tornaram mera questão de tempo e esses textos aqui, sejam vistos apenas como alguma maluquice, ou mais um desses blogs de "teorias da conspiração" metidos à besta.
Aliás, existem muitos blogs por aí que falam de política, mas a maioria parece a Disneylândia, mostrando um mundo "asséptico" de uma "democracia limpa", mas o fato é que todos têm algum interesse e todos tentam "jogar" um joguinho de intrigas imbecil em que acham que vão convencer por exemplo, um ex-membro da "Comunidade Científica" do Colégio Culto à Ciência de que o tabuleiro é só daquele tamanhinho.
Bom, já que dizem que todo mundo tem algum interesse ao publicar algo, o meu é simplesmente registrar para quem quiser ver, o mundo da forma que eu vejo. Mais nada, já que não tenho o que ganhar com isso além de talvez com alguma sorte, mais alguns anos de vida.
E como sempre digo, não precisam acreditar. Basta questionar e observar que o tempo fará o resto.
Intervir? Ha! Sinceramente, acho impossível.
Por isso creio que este blog não tem influência significativa nenhuma no montante de gente que tem suas vidas focadas apenas no trabalho, na família, em alguma atividade lúdica e na televisão, sua principal fonte de "informação", ou fontes de doutrinação como igreja ou faculdade.
O quê eu tenho a perder?
Ora... meu breve sopro de vida, que pelo menos pra mim, já nem é mais tão interessante.
Apenas mais uma vida perdida entre bilhões de mais ou menos da mesma geração, perdida num planetinha azul, perdido no incalculavelmente imenso oceano cósmico.
Resumindo, está todo mundo perdido.
De todos os mais ambiciosos projetos que eu tive na vida, só um eu não conseguí realizar, de modo que creio eu, posso me dar por satisfeito, já que muito pouca gente no mundo pode dizer isso.
Mas se eu ainda tenho um grande desejo, é o de um mundo livre.
Livre dos governos, das instituições financeiras, das corrupções do ser humano.
Já notaram que os animais não precisam de nada disso?
Quanto à postagem lá na rede social, eu até pensei em postar aqui, no final do texto, mas...
Como estamos em ano eleitoral, melhor não.
Não vai fazer diferença mesmo.
Por via das dúvidas, existem cópias da tal postagem (entre outras coisinhas), muito bem guardadas e espalhadas na "núvem".

"Sempre há um peixe maior."
(Obi Wan Kenobi)