Translate

domingo, 4 de março de 2007

Semana passada, Picolo's Blog alcançou 5000 visitas. Mas o número de visitas essa semana diminuiu drasticamente.
O motivo: Infelizmente as pessoas não parecem gostar do assunto "cuidar da Natureza". Estão condicionadas a isso.
Não me importo. Preciso terminar de passar o recado.
Afinal de contas, é o meu planeta que está em jogo.


O preço do progresso - parte 2

"Deus abençoe a todos."
(Ozzy Osbourne, durante o Spike TV Scream Awards 2006)


Outro dia um amigo meu, brincando comigo me perguntou como vai o "meu planeta". Respondí em tom sério que o meu planeta está seguindo para a própria destruição e a pior parte, é que os habitantes não percebem, pois estão todos ocupados demais tentando simplesmente sobreviver.
O que mais parece papo de ficção científica, na verdade é uma preocupação bastante real.
Semana passada, um amigo meu voltou de uma excursão à Terra do Fogo. Muito próximo à Antártica (ou Antártida, como se diz aqui no Brasil), a Terra do Fogo é um lugar excelente para observar a saúde climática da Terra... e ela não anda nada bem.
Se você já viu o filme "O Dia Depois de Amanhã", deve se lembrar do começo do filme, em que as catástrofes começam com as rachaduras no gelo... Pois bem, aqui vai a má notícia: as rachaduras começaram.
Quem não entendeu o que isso significa, vou dar uns exemplos...
O urso polar quando vai hibernar, ele deita e procura literalmente se enterrar no gelo, porque é mais quente dentro do gelo do que fora dele, onde há vento gelado.
Experimente fazer uma pequena experiência: da próxima vez que você for descongelar a geladeira, observe que sempre sobram umas placas de gelo no congelador no final do desgelo... a melhor forma de soltar essas placas, é derramando um pouco de água morna em volta delas.
A explicação é que o choque térmico (embora pequeno) faz com que através de dilatação, haja o desprendimento da placa de gelo do alumínio..
É mais ou menos como as geleiras desgelam, se desprendendo da rocha... Voltando a lembrar, a parte do gelo mais quente é a de dentro. Por isso, as geleiras se desprendem da rocha ao invés de derreterem sem se desprender dela.
Bom... O que está acontecendo na Terra do Fogo afinal?
As imagens falam por si só: onde era para ter somente gelo (e o que é pior: gelo "eterno"), se vê rocha. (imagem 1, imagem 2, imagem 3)
Porém, se à partir de hoje, nós, seres humanos simplesmente pudéssemos parar de poluir a Natureza (hipoteticamente, é claro, pois isso seria impossível assim, da noite para o dia)... desligássemos para sempre os motores de nossos carros, parássemos de produzir lixo não-degradável, de desmatar florestas ou fazer queimadas... ainda teríamos de amargar coma a ira da Natureza por séculos até ela se recuperar.
Mas é claro que isso não irá acontecer.
Precisamos de nossos carros para irmos trabalhar e projetos de combustíveis alternativos ao petróleo sempre existiram, mas o que impera são os interesses de uns poucos tão poderosos quanto estúpidamente ignorantes. (link 1, link 2, link 3)
E olha que a idéia do motor movido à "água" não é tão ruim... mas como quem já tem muito deixa de ganhar com esse tipo de coisa... continuamos queimando petróleo até sermos varridos por algum tsunami ou coisa do tipo.
Ora... Todos sabemos que a Antártica é uma imensa geleira sobre um monte de terra. E a água em volta está esquentando... Imagina o tamanho da placa de gelo que pode se desprender de repente... E já tem pinguim imperador (que só tem por lá) migrando para a Terra do Fogo, onde até bem pouco tempo só tinha pinguim de magalhães. (Será que eles percceberam alguma coisa errada com a terra deles?)
E mais: Sibéria, o lugar mais frio da Terra. Sabe o que tem embaixo de todo aquele gelo? Eu respondo: material orgânico em decomposição "espremido" há bilhões de anos... Se aquele gelo derreter, tem idéia de quanto gás vai parar na atmosfera? Aí é que a camada de ozônio vai pro beleléu e a temperatura do globo que anda subindo uns 2 graus por ano vai passar a subir uns 10, 15...
E olha que o mar hoje, já está tão quente que os recifes de coral, que há cerca de 10 anos eram multicoloridos, em alguns lugares hoje, como na Grande Barreira de Coral da Austrália, estão praticamente albinos, porque eles se alimentam de microorganismos que são os responsáveis pela coloração dos mesmos. Mas esses microorganismos estão diminuindo em quantidade.
A meu ver, a única solução para evitar a EMINENTE EXTINÇÃO DA VIDA NA TERRA, se resume à CONSCIÊNCIA dos fatos. Coisa que só se consegue com investimentos pesadíssimos e prioritários em educação no mundo todo. Coisa que os poderosos abominam desde as orígens da espécie humana, pois isso significa inevitavelmente questionamento e consequentemente, o fim do poder.
É baseado nesse princípio que estes fazem questão que criem-se mais religiões que escolas, mais crenças que consciências e mais dependências pelo medo, que independências pela certeza.

Aos poderosos, sociedades secretas ou não, um recado importante:
Não existe mais escolha: ou vocês investem pesado no desenvolvimento de uma sociedade global consciente, ou num futuro muito próximo, não terão mais uma sociedade, ou mesmo um planeta para exercer o seu poder.

Nenhum comentário: