Translate

segunda-feira, 26 de março de 2007

Se o Brasil voltar a ser uma ditadura (o que não é difícil), eu certamente vou ser o primeiro cara a ser exilado depois deste texto... se não "sumirem" comigo primeiro.
Eu tinha em mente publicar algo mais educativo como a história da música e a evolução dos diversos estilos de música popular até a decadência musical dos tempos modernos... talvez eu até publique isso... mas vai demorar porque a história é muito longa.
Optei por publicar pontos de vista bem mais importantes... de ordem emergencial mesmo.

Ovelhas não pensam, mas são obrigadas a votar... no pastor, claro.


"(...) Você também pode alcançar a imortalidade. Basta fazer apenas uma coisa notável."
(Trecho de uma campanha publicitária inspirada na obra de Isaac Asimov... como se a maioria dos brasileiros soubesse alguma coisa sobre a obra de um dos maiores escritores de ficção científica de todos os tempos.)

Já comentamos sobre quem é o público-alvo do sistema de mídia (chamemos assim todo o conjunto de jornais, e emissoras de rádio e televisão, cuja concessão pertence direta ou indiretamente APENAS a pessoas ligadas à política como deputados, senadores, prefeitos, vereadores, governadores, etc.).
Já comentamos também o quanto você, caro(a) e raro(a) leitor(a) (e bota raro(a) nisso) tem poder de formação de opinião no meio de uma sociedade que desde a Idade do Bronze está condicionada a se comportar como ovelhas. (Especialmente através da religião., onde o pastor sempre age como uma espécie de pai salvador... mas raríssimamente é citado que as ovelhas e são criadas para serem tosquiadas ou virarem churrasco.)
Mostramos um exemplo prático de como funciona a escolha dos candidatos em uma eleição e como o sistema de mídia pode persuadir toda uma população a escolher apenas entre uns poucos candidatos entre vários.
Agora, começa uma campanha do governo produzida pela fundação PADRE ANCHIETA no mesmo sistema de mídia... ("Padre"? E ainda tem gente que acha que religião e governo não são farinha do mesmo saco...) deixando claro que TODO BRASILEIRO é "democraticamente" OBRIGADO a ser eleitor, pois do contrário, não pode abrir conta em banco, nem prestar concurso público, nem fazer compras à prazo... enfim, não "existe" perante a "sociedade" do RG, CPF... em outras palavras, deixa de ser UM NÚMERO e com isso deixa de "ser gente", de ter dignidade... "democraticamente". (Ou seria melhor dizer "ditatorialmente"?)
E se ao invés de OBRIGADOS a sermos eleitores, tivéssemos a escolha de optar por votar ou não? O que aconteceria?
Vamos estimar que apenas 21% dos potenciais eleitores comparecessem às urnas... estranhamente cerca de 79% da população sequer tem acesso à internet... olha que engraçado: dá uma porcentagem bem próxima à do número de eleitores que votou no primeiro e segundo candidatos mais votados nas últimas eleições para presidente, né?
Acho que com esse pequeno exercício de observação lógica podemos concluir que não é interessante para o governo, que os candidatos que mais aparecem no sistema de mídia DELES, possam sequer correr o risco de competir de igual para igual com "os outros" candidatos, de partidos bem menos privilegiados (com verbas de "rabo preso" para campanha), ou com direito a menos tempo na TV, rádio, jornal... enfim, nos sistema de mídia DELES... o mesmo que fatura com "reality shows", ou que faz lavagem cerebral com programas humorísticos previsíveis, novelas que deformam valores sociais ou com telejornais que mostram as notícias apenas como é "interessante" que sejam mostradas.
Tá certo... você pode até dizer que não é nada disso, que eu estou exagerando... (e eu posso retrucar dizendo que você votou no Lula ou no Serra nas últimas eleições, mas fazer o quê? Eu sou "ovelha negra", seu racista!) então responda essa: Temos atualmente 28 partidos registrados no TSE... Por quê candidatos de só 2 partidos tiveram quantidade de votos significativa nas últimas eleições?
Enquanto discutimos assuntos polêmicos como política e religião, embora o provérbio popular reza que "política e religião não se discute", resta deixar claro que o termo "democracia" para o governo, significa algo bem diferente do que consta nos nossos dicionários, tanto que ao invés do investimento prioritário em educação, para que o povo deixe de ser ovelha e passe a saber escolher qual grama comer, prefere-se investir em projetos eleitoreiros e medidas paliativas como "Bolsa-Família", "Bolsa-Escola", "Vale-Gás", "Cartão-Alimentação", "bolsa-isso", "bolsa-aquilo"... é como passar óleo na ferida das ovelhas inquietas para que continuem mansas, pastando tranquilamente.
Para mim, é bastante claro que esse tipo de modelo já não funciona mais, especialmente quando a própria sobrevivência da espécie humana está em jogo.
Faltam pensadores no mundo, assim como sentimos falta de proteção contra os efeitos da radiação solar hoje, como sentiremos falta de água potável em menos de 30 anos, ou como faltará ar respirável em menos de 100 anos se esse modelo "pastor e ovelha" continuar como é hoje e como é desde a Idade do Bronze, ou desde que surgiram as diferenças entre poder e plebe.
Vamos colocar da seguinte forma: Se mantivermos as coisas como estão, os netos nos nossos ricos e corruptos políticos não terão ar para respirar. (E nós, ovelhas, também não.)

terça-feira, 13 de março de 2007

Já escreví várias vezes sobre esse tema. Posso escrever mil vezes sobre isso e nada vai mudar.
A imensa maioria da humanidade já está tão condicionada que penso ser mais fácil os computadores se tornarem conscientes do que a humanidade.

O público-alvo: ovelhas

"Odeio a televisão. Odeio-a tanto como aos amendoins. Mas não consigo parar de comer amendoins."
(Orson Welles, radialista e cineasta famoso por mostrar ao mundo o poder da mídia.)


Se você chegou até este texto, considere-se privilegiado(a), pois você sabe ler, tem acesso a um computador com acesso à internet e teve intelecto suficiente para conseguir chegar até este texto que está lendo agora.
E se ler este texto até o final, creio que sou capaz de apostar que você faz parte de menos de 5% da população do Brasil com capaz de sentir curiosidade. Em termos mundiais, eu posso arriscar que essa porcentagem diminui drasticamente para algo em torno de uns 0,03%.
Portanto, se você pensa ser formador(a) de opinião, esqueça. O seu poder de opinião é absolutamente nulo comparado ao poder da mídia, cujas especialidades são ditar tendências, criar falsos valores ou valores distorcidos, entregar "raciocínios prontos" de modo que as pessoas não se sintam estimuladas a ligar os fatos e acreditar em tudo sem questionar.
Uma boa prova do que estou falando é o resultado das últimas eleições: votou-se APENAS nos candidatos que "aparecem", como se não houvessem outros, como os apresentados por partidos menores que não têm nem tempo de mídia, nem dinheiro para campanha (que sai aliás, dos nossos bolsos).
A mídia dita moda, conta histórias como elas não acontecem, cria expectativas e discussões completamente inúteis como as relacionadas a futebol, novela ou o tal do "reality show" Big Brother... Aliás, o Big Brother mesmo foi um odioso personagem criado por George Orwell em seu livro "1984" em que critica exatamente o poder da mídia sobre as massas, sobre o domínio do pensamento coletivo e como isso pode ser explorado. No livro, ele arecia um homem bonzinho cujo discurso pouco difere dos de qualquer apresentador de telejornal de algum grande canal de televisão, ou de algum político...
Pois é... assim a mídia, zomba dos zumbís inconscientes, "teleguiados", que compram as imagens, as fantasias, os comerciais, mas cuja esmagadora maioria mal têm como pagar as contas da casa... quando têm casa, ou nem isso. O barraco alugado tem televisão e inevitavelmente, algum santo exposto em algum canto...
Vai ser votado algum projeto de lei para criar mais impostos? Dane-se! Quero saber se o meu time vai ganhar o campeonato pra poder comemorar e tirar sarro dos amigos que torcem para o time adversário.
Ih! Outra reportagem sobre aquecimento global? Que chato! Quem será que vai pro "paredão"? E aquela mocinha da novela? Será que vai ficar com fulano?
Sabe? Analogamente, podemos fazer um comparativo milenar... o povo é como uma criação de ovelhas... sempre acaba indo para onde o pastor manda, porque a maioria vai para onde o pastor manda.
E quem é o pastor? Já pensou nisso? Ou ovelha não pensa?

domingo, 4 de março de 2007

Semana passada, Picolo's Blog alcançou 5000 visitas. Mas o número de visitas essa semana diminuiu drasticamente.
O motivo: Infelizmente as pessoas não parecem gostar do assunto "cuidar da Natureza". Estão condicionadas a isso.
Não me importo. Preciso terminar de passar o recado.
Afinal de contas, é o meu planeta que está em jogo.


O preço do progresso - parte 2

"Deus abençoe a todos."
(Ozzy Osbourne, durante o Spike TV Scream Awards 2006)


Outro dia um amigo meu, brincando comigo me perguntou como vai o "meu planeta". Respondí em tom sério que o meu planeta está seguindo para a própria destruição e a pior parte, é que os habitantes não percebem, pois estão todos ocupados demais tentando simplesmente sobreviver.
O que mais parece papo de ficção científica, na verdade é uma preocupação bastante real.
Semana passada, um amigo meu voltou de uma excursão à Terra do Fogo. Muito próximo à Antártica (ou Antártida, como se diz aqui no Brasil), a Terra do Fogo é um lugar excelente para observar a saúde climática da Terra... e ela não anda nada bem.
Se você já viu o filme "O Dia Depois de Amanhã", deve se lembrar do começo do filme, em que as catástrofes começam com as rachaduras no gelo... Pois bem, aqui vai a má notícia: as rachaduras começaram.
Quem não entendeu o que isso significa, vou dar uns exemplos...
O urso polar quando vai hibernar, ele deita e procura literalmente se enterrar no gelo, porque é mais quente dentro do gelo do que fora dele, onde há vento gelado.
Experimente fazer uma pequena experiência: da próxima vez que você for descongelar a geladeira, observe que sempre sobram umas placas de gelo no congelador no final do desgelo... a melhor forma de soltar essas placas, é derramando um pouco de água morna em volta delas.
A explicação é que o choque térmico (embora pequeno) faz com que através de dilatação, haja o desprendimento da placa de gelo do alumínio..
É mais ou menos como as geleiras desgelam, se desprendendo da rocha... Voltando a lembrar, a parte do gelo mais quente é a de dentro. Por isso, as geleiras se desprendem da rocha ao invés de derreterem sem se desprender dela.
Bom... O que está acontecendo na Terra do Fogo afinal?
As imagens falam por si só: onde era para ter somente gelo (e o que é pior: gelo "eterno"), se vê rocha. (imagem 1, imagem 2, imagem 3)
Porém, se à partir de hoje, nós, seres humanos simplesmente pudéssemos parar de poluir a Natureza (hipoteticamente, é claro, pois isso seria impossível assim, da noite para o dia)... desligássemos para sempre os motores de nossos carros, parássemos de produzir lixo não-degradável, de desmatar florestas ou fazer queimadas... ainda teríamos de amargar coma a ira da Natureza por séculos até ela se recuperar.
Mas é claro que isso não irá acontecer.
Precisamos de nossos carros para irmos trabalhar e projetos de combustíveis alternativos ao petróleo sempre existiram, mas o que impera são os interesses de uns poucos tão poderosos quanto estúpidamente ignorantes. (link 1, link 2, link 3)
E olha que a idéia do motor movido à "água" não é tão ruim... mas como quem já tem muito deixa de ganhar com esse tipo de coisa... continuamos queimando petróleo até sermos varridos por algum tsunami ou coisa do tipo.
Ora... Todos sabemos que a Antártica é uma imensa geleira sobre um monte de terra. E a água em volta está esquentando... Imagina o tamanho da placa de gelo que pode se desprender de repente... E já tem pinguim imperador (que só tem por lá) migrando para a Terra do Fogo, onde até bem pouco tempo só tinha pinguim de magalhães. (Será que eles percceberam alguma coisa errada com a terra deles?)
E mais: Sibéria, o lugar mais frio da Terra. Sabe o que tem embaixo de todo aquele gelo? Eu respondo: material orgânico em decomposição "espremido" há bilhões de anos... Se aquele gelo derreter, tem idéia de quanto gás vai parar na atmosfera? Aí é que a camada de ozônio vai pro beleléu e a temperatura do globo que anda subindo uns 2 graus por ano vai passar a subir uns 10, 15...
E olha que o mar hoje, já está tão quente que os recifes de coral, que há cerca de 10 anos eram multicoloridos, em alguns lugares hoje, como na Grande Barreira de Coral da Austrália, estão praticamente albinos, porque eles se alimentam de microorganismos que são os responsáveis pela coloração dos mesmos. Mas esses microorganismos estão diminuindo em quantidade.
A meu ver, a única solução para evitar a EMINENTE EXTINÇÃO DA VIDA NA TERRA, se resume à CONSCIÊNCIA dos fatos. Coisa que só se consegue com investimentos pesadíssimos e prioritários em educação no mundo todo. Coisa que os poderosos abominam desde as orígens da espécie humana, pois isso significa inevitavelmente questionamento e consequentemente, o fim do poder.
É baseado nesse princípio que estes fazem questão que criem-se mais religiões que escolas, mais crenças que consciências e mais dependências pelo medo, que independências pela certeza.

Aos poderosos, sociedades secretas ou não, um recado importante:
Não existe mais escolha: ou vocês investem pesado no desenvolvimento de uma sociedade global consciente, ou num futuro muito próximo, não terão mais uma sociedade, ou mesmo um planeta para exercer o seu poder.