Translate

terça-feira, 23 de maio de 2006

Os recentes acontecimentos são um bom exemplo sobre como funciona o Poder...

1 - Em meio à uma enorme crise política em que revelou-se alguns dos maiores esquemas de corrupção já revelados na história do "país", o "governo" permite que os presídios soltem cerca de 12000 criminosos por ocasião do "Dia das Mães", tendo como resultado uma enorme onda de criminalidade sem precedentes em São Paulo, bem como outros "Estados" vizinhos.
Durante esse período, a EMBAIXADA DOS ESTADOS UNIDOS prontamente deu instruções aos cidadãos estadunidenses bem como brasileiros sobre como se comportar diante dos ataques. (Prefiro comentar este detalhe daqui a pouco.)
2 - O mesmo "governo" oferece "ajuda federal" (leia-se: forças armadas) para conter a onda de violência, negada pelo governo de São Paulo, claramente para impedir que o "governo" figure como o "bonzinho" da história.
3 - Contida a onda de criminalidade (ou pelo menos normalizada), o tal "governo" elogia a ação do governo de São Paulo, ainda numa tentativa de parecer o "bonzinho" enquanto os principais telejornais dão destaque especial à "copa do mundo" que sequer começou.

OK...

1 - Não se falou mais dos bilhões de dólares que saíram do Brasil sob a forma de investimentos em exploração de gás natural na Bolívia mesmo com Evo Morales falando claramente desde sua campanha política antes de assumir o poder que nacionalizaria a exploração do gás natural (coisa que o Brasil já fez na década de 70 e por isso mesmo não tem moral para reclamar)... aliás, Evo Morales ao contrário de certos políticos daqui (quase todos), cumpriu o que prometeu. Parabéns aos bolivianos e bem-feito pra "nós bobões" que continuamos investindo (ou lavando) nosso dinheiro no país vizinho... dinheiro esse tido como investimento agora "perdido". (É muito fácil dar sumiço em algum no meio de um bilhão.)
2 - Como se não bastasse ter bases militares nos países vizinhos do Brasil, tropas na Amazônia, querendo "mandar bomba" na Bolívia e ter escritório da CIA em Brasília, ainda querem nos dizer como devemos nos esconder de nossos criminosos? Estranho isso, não? Ou seria o Brasil apenas uma colônia de exploração ao invés de um país independente como venho afirmando a anos aqui?
3 - Por quê será que a FIFA tem mais dinheiro que a ONU? Será que sai mais barato calar o povão com uma distração festiva do que pôr alguma ordem no mundo?

Coisas que foram facilmente observadas durante a onda de violência, mas que SERÃO ESQUECIDAS até o final da Copa do Mundo:

1 - Os presídios viraram escritórios do crime organizado onde os chefes de bocas, quadrilhas e facções criminosas controlam suas atividades livremente, protegidos pelas leis criadas para proteger criminosos ao invés dos cidadãos, porque os caras que criaram essas leis as criaram visando causa própria, ou seja, são criminosos. ( Isso inclui uma certa constituição com leis que sequer foram votadas e cojo presidente da assembléia nacional constituinte, que sabia de tudo, foi "apagado" com um míssil da marinha que atingiu seu helicóptero... mas "ninguém sabe, ninguém viu"... mas aposto que todo mundo lembra de algum resultado de jogo de futebol se citar a data da "explosão" do helicóptero.)
2 - Nada será feito contra essa legislação invertida. Apenas medidas paliativas, ou seja, os criminosos e políticos corruptos (farinha do mesmo saco) continuarão protegidos pela legislação que eles mesmos criaram.
3 - Curiosamente, depois da copa tem eleições e vai tudo parecer "lindo", "limpo" e "organizado"... É bom olhar bem embaixo do tapete agora, para escolher bem o que usar na limpeza quando ele for puxado.

Nenhum comentário: