Translate

domingo, 22 de janeiro de 2006

O ano de 2006 começou com uma série de posts especiais aqui no Picolo's Blog... E eu bem que disse (não sei aonde) que 2006 prometia ser um ano de mudanças.
Desta vez, Fica aqui uma homenagem pública a um grande amigo que é como um irmão pra mim, a quem eu desejo muita felicidade na sua nova vida que começa hoje, dia em que está deixando o "clube dos solteiros".
Nós, os amigos dele, infelizmente não conseguimos preparar para ele uma "despedida de solteiro" à altura, até porque ele se casou em Urubici-SC, enquanto a maioria de seus amigos estão espalhados por Campinas-SP, Rio de Janeiro-RJ, São Paulo-SP, Fortaleza-CE.
Mas estamos curtindo um clima comemorativo assim mesmo. Ele merece.
Não tive ainda a oportunidade de conhecer sua noiva, apenas conversei rapidamente com ela por telefone umas 2 vezes, mas me passou muito boas impressões no modo como falava.
Enfim... Felicidade aí, "Daggy", vulgo "Carlão do Tóxico"!

E agora as previsões... 2006 está apenas começando. Ainda temos 342 dias de mudanças pela frente.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2006

Update do Picolo's Online! O site mais nerd da internet está atualizado depois de um longo período de estagnação! (Incrível, não? Isso já virou marca registrada do site...)
De vez em quando é bom fazer uma atualização, né?
Não fiz lá grandes mudanças não... apenas uma coisinha ou outra.
A parte do "Profile" é que resolvi atualizar "pesado"... estava muito "dispersa", faltando um "trato básico", embora eu ainda ache que coloquei links externos demais por lá...
Incluí mais um arquivo ara downloads, tirei um dos trabalhos do Portfolio, acrescentei mais uma certificação (podia ter acrescentado duas logo de cara, mas a outra ainda não chegou, embora eu já tenha completado esse curso... enfim... normal).
A 12 anos que esse site está no ar... no início era apenas uma página para testar o servidor de domínio de internet do meu amigo Yunes, que carecia de conteúdo para testar...
O site na época era só uma brincadeira... chamava-se "Picolo Technologies Online!" e não passava de uma lista de links externos.
Com o tempo o site foi crescendo, tomando forma... até já teve dois idiomas durante o período em que usava o slogan "The Ultimate Nerdsite Of The Internet" ("O nerdsite definitivo da internet").
Eu aproveitei o site nessa época, para incluir um pouco do meu histórico profissional, mas a linguagem irreverente do site não deixava muito claro para algumas pessoas, que os dados eram sérios. Então o site foi renomeado para "Picolo's Online" e reformulado, embora mantendo a tradição de simplicidade (para que pudesse ser acessado por qualquer dispositivo capaz de navegar HTML), sempre promovendo a democracia e combatendo os monopólios no mundo da informática.
A única vez que esse site saiu do ar, foi por uma mudança de hospedagem, forçando a sua reprogramação.
Relançado com novo visual a pouco mais de 3 anos, o site já recebeu mais de 2100 visitas reais desde junho de 2001, quando o contador "IPStat" foi habilitado para o site.
Também a 3 anos, surgiu o Picolo's Blog, uma sugestão do meu amigo Bruno Doiche que deu certo e hoje tem até uma espécie de "fã-clube" que me cobra posts quando eles demoram a aparecer.
Hoje, o Picolo's Online é só um site pessoal, uma apresentação do meu trabalho e uma forma de compartilhar um pouco das minhas experiências de nerd com outros nerds, ou pessoas que são curiosas sobre os nerds e nem sabem o que é isso.
Várias vezes eu me propús a atualiza-lo mensalmente, mas a bem da verdade, cada update só ocorre a cada momento de calmaria combinado com algum misterioso alinhamento planetário ainda por ser descoberto.
Aos visitantes e colaboradores, o meu "Muito Obrigado".

segunda-feira, 9 de janeiro de 2006

Amanhã é o meu aniversário... apenas mais um dia como qualquer outro para mim.
Mesmo com os "parabéns" dos amigos, talvez alguma "comemoração surpresa" por parte da minha mãe (que para mim nunca é surpresa alguma, mas o que vale é a intenção), ou com alguns presentes que provavelmente vou ganhar.
Lá no fundo, não sou muito de comemorar o meu aniversário. Talvez porque não há muito o que comemorar. Fico mais velho, mais chato, mais azedo e o pior de tudo, sentindo uma forte dor no coração por não ter no meu aniversário o abraço que mais eu queria ter.
Não precisa dizer que sinto falta das surpresas que a minha "ex" me preparava nessa época... ela era mestra nisso! Nem que em seu lugar fica um arrependimento muito grande, um enorme sentimento de culpa, uma vontade enorme de ser desintegrado do universo até o último átomo... e quem sabe um dia desses isso não acontece mesmo?
Deixo aqui uma confissão aos leitores: tudo o que eu faço hoje, faço nem sei por que.
Não tenho sonhos, não tenho motivação. Só o "vazio" de uma rotina diária sem sentido algum além da mera sobrevivência, de lembranças de sonhos que se foram, de planos e projetos frustrados, de desejos que não têm mais como se concretizarem.
Se tenho hoje algum reconhecimento por competência profissional, por outro lado, o meu lado emotivo está completamente destruído, arrasado, em ruínas.
Deixar meu orgulho de lado e confessar que ainda amo aquela garota talvez estrague seus sonhos, seus planos para o futuro... o que eu não quero. Até porque já é muito tarde para expôr isso.
Me conformar e buscar alguém que pudesse me ajudar a esquecer tudo isso seria uma saída, se isso fosse fácil.
Mulheres têm aos montes pelo mundo... pra todo gosto... loiras, morenas, ruivas, altas, magras... Difícil mesmo, é no meio de todas, encontrar "aquela"... a "única"...
Talvez eu até já tenha encontrado... e deixado ir.
Por isso, preciso derrotar o meu lado romântico... mata-lo de vez! Afinal, não há mais espaço na minha vida para "contos de fadas".
Cansei de ser traído pelos meus sonhos, pelas minhas esperanças, pelas minhas paixões, pelas minhas crenças, pelos dogmas que me foram impregnados desde criança.
Se por um lado eu "viajo" ao ouvir músicas como "Take it Back", do Pink Floyd, tenho de ter em mente que ao menos neste mundo, os sonhos não tendem a terminar em finais felizes, embora eu quisesse acreditar que sim.
Me alegra muito ver os sonhos das pessoas se realizarem... sobretudo das pessoas que merecem, como um grande amigo meu, que está para realizar um sonho e que não sei ainda se poderei estar por lá para poder ver isso de perto. Sei que não é nada fácil realizar um sonho.
Se eu pudesse escolher um presente de aniversário impossível, escolheria realizar um sonho de uma certa pessoa muito querida para mim. Uma pessoa que já não vejo a muito tempo. Para mim, certamente seria o maior presente: uma presença.
Poder ver o seu sorriso, ou o brilho em seus olhos, ou ganhar dessa pessoa um simples abraço, valeria ter vivido os meus 35 anos... que até hoje, valeram apenas uns 4.