Translate

quinta-feira, 16 de dezembro de 2004

Você já sonhou coisas simplesmente deliciosas e acordou frustrado porque tudo não passou de um sonho?
Acho que todos nós já passamos por isso.
Os sonhos acontecem durante um período de sono que a ciência chama de REM (Rapid Eye Movement) e bla-bla-bla... não vamos nos prender a dados técnicos sobre isso.
Bom, para mim, os sonhos não passam de um tipo de "defragmentação" dos dados do cérebro... mais ou menos como a gente faz com os HDs de nossos computadores de tempos em tempos. Uma forma de otimização dos dados... por isso, quando uma pessoa passa muito tempo sem dormir, começa a ter problemas de concentração, a ficar "lento"... É! A natureza também precisa fazer manutenção em suas criações de vez em quando!
O problema é quando você passa a preferir os sonhos à sua vida real, porque nos sonhos, você de repente, pode vivenciar tudo o que não pode na vida real, mas também corre o risco de viver pesadelos.
É delicioso poder se lembrar de bons sonhos, como beijos apaixonados, ou algo mais íntimo... mas é horrível acordar com um pesadelo.
De qualquer forma, minha curiosidade tem me surpreendido nos últimos tempos, com uma pergunta... Por que voltei a ter sonhos após tantos anos sem conseguir me lembrar de te-los tido enquanto dormia?
Para mim isso é um total mistério.
Interpretação dos sonhos (desculpem-me freudianos), é a maior furada!
Não acredito que se possa interpretar necessidades, vontades ou as "raízes" de qualquer coisa relacionada à vida ou ao comportamento através dos sonhos.
No entanto, em várias culturas antigas e tribos indígenas, os sonhos sejam algo como "linguagem da natureza", que nos transmite mensagens à sua maneira, para que só nós mesmos, os sonhadores, possamos interpretar com nossos corações, com nossas almas e não com palavras.
Talvez esses povos estejam muito mais certos do que a ciência supõe, embora não façamos a menor idéia de quanto.
Pense bem... que tipo de sensação você sente após sonhar? Já passou o dia todo pensando num sonho que teve?
Já tentou entender o porquê de um simples sonho mexer tanto com suas emoções?
A mãe-natureza vive me surpreendendo... quem sabe que outro tipo de surpresa ela reserva?

Nenhum comentário: