Translate

quarta-feira, 28 de julho de 2004

Como é bom fazer parte de um oligopólio, não?
Cada vez que uma certa companhia telefônica resolve fazer alguma campanha para promover alguma nova versão dos seus serviços de banda larga (na prática, muito mais caros que qualquer conexão discada por motivos óbvios), um certo provedor de internet da mesma nacionalidade (para não dizer do mesmo dono) de repente tem a qualidade de seus serviços de conexão discada (que normalmente é excelente) simplesmente transformada num lixo, forçando o usuário a mudar de plano para um tal de "plano com acelerador" que aliás, nada mais faz do que fazer com que o link velho volte a funcionar como antes (e o que é pior: sem direito a volta e mais caro).
De uma hora para outra, a conexão passa a cair o tempo todo, o link de repente deixa de "transferir pacotes" e a lentidão inviabiliza compretamente certos serviços sérios.
Felizmente eu também tenho cadastro em outros provedores de conexão discada. (Infelizmente um desses usa os mesmos serviços do tal provedor.)
A propósito: existem serviços de conexão de "banda larga" equivalentes e muito mais baratos, dispensando inclusive o provedor.
Óbviamente esses provedores "alternativos" não têm tanto poder de marketing e o brasileiro contrata naturalmente o mais famoso...
Eu tenho impressão de que existem hoje muito poucos provedores "mesmo" de internet no Brasil.
Muitas "marcas" usam serviços terceirizados. Por exemplo: Yahoo Brasil e iBest usam os links da Brasil Telecom, assim como o IG usa os links do Terra.
Aliás, tem serviços gratuitos mais poderosos e eficientes que certos provedores pagos. (Por que tem um certo serviço de e-mail gratuito que oferece 100MB de espaço para e-mails enquanto o meu provedor que pago a anos só permite 30MB na conta principal e 10MB nas adicionais?)
Estou pensando seriamente em mandar o meu provedor a... e usar só serviços gratuitos.
Aliás, a internet está uma imensa montanha de lixo digital... uma infinidade de serviços de mensagens instantâneas proliferando um sem-número de recursos absolutamente inúteis, inutilizáveis, ou inseguros; milhares de downloads sob cadastro onde você não consegue habilitar o que baixou, incontáveis vírus, worms e cavalos de tróia "chovendo" em nossas caixas de e-mail, bem como malas-diretas entupidas de inutilidades que só nos fazem perder tempo precioso de nossas vidas, chats cheios de gente chata, ou falsa, ou pirralhada armando panelinhas... fora os desocupados que estão sempre lá... eu até tentei fazer uma lista dos nicks mais comuns para serem evitados, mas de repente eu posso estar prejudicando gente que de repente pode usar nicks semelhantes inadvertidamente... Optei por não comprar essa briga. Não compensa disperdiçar meu tempo com isso, no entanto, tenho feito minhas pesquisas no campo das relações humanas com resultados interessantes.
Os chats são um recurso muito interessante no mundo moderno... Permitem abordagens e aproximações fáceis, simples e rápidas, resolvendo o clássico problema de timidez de muitas pessoas, uma vez que estas não precisam nem mostrar a cara para tomar um fora...
Não creio que haja algum estudo conclusivo desse fenômeno social, ainda considerado novo, em fase de amadurecimento.
O que se sabe é que muitos relacionamentos têm surgido graças à poderosa capacidade de aproximação dos chats... relacionamentos que vão desde amizades e encontros casuais até namoros, casamentos...
Enfim...um conforto para solitários de toda espécie (incluindo os convictos).
No mundo violento e selvagem em que vivemos, a segurança de um terminal de computador é reconfortante.
Mas infelizmente, a natureza maligna do ser humano já tem invadido os canais de chat.
Há desde pessoas desocupadas tentando prejudicar as outras até chantagistas e todo tipo de aproveitadores...
Os mais aficcionados que me desculpem, mas para mim, a internet hoje reflete o mundo em que vivemos, ou seja, um verdadeiro caos.
Felizmente ainda acontecem boas coisas no meio dessa desgraça toda... o Blogger agora está permitindo recursos novos no meu blog. Coisas como inserção de imagens, por exemplo (ainda nem sei o que postar, quero estrear esse novo recurso com estilo... Hehehe!!!)

Nenhum comentário: