Translate

segunda-feira, 7 de junho de 2004

Em que acreditar no mundo em que vivemos?
Praticamente todas as notícias que lemos, ouvimos ou vemos todos os dias, seja em rádio, TV, jornais ou mesmo internet, vêm das mesmas agências de notícias!
Hoje, por exemplo, eu estava lendo uma matéria dizendo que a AIDS na verdade, não passa de uma incrível "máquina de fazer dinheiro"...
Sinceramente, não duvido.
A muitos anos tenho ouvido muita coisa a respeito, muita coisa mal contada aliás... muitas informações "dispersas", controversas... odeio esse tipo de falta de transparência com relação à orígem das informações.
Mas não estamos falando de AIDS aqui, ou de sua orígem e sim do modo como as informações chegam até nós.
Há um filme muito legal (infelizmente não me lembro o nome, mas creio ser "Manobras na Casa Branca") em que Dustin Hoffman faz um papel de um produtor de cinema contratado por um funcionário do Governo dos EUA para criar alguma matéria na mídia capaz de "abafar" um escândalo... e acaba criando para a mídia uma guerra de mentirinha contra a Albânia...
O fato é que vivemos num mundo falso, nos alimentando de mentiras e lusões todos os dias.
Desde criança tenho ouvido falar tanta coisa que mais tarde concluí serem falsas que acabei me tornando esse revoltado aqui... e o pior é que nem posso falar muito, pois ganho a vida com isso.
Já perdi a conta a muitos anos de quantas cicatrizes já apaguei, quantas pintas, estrias, celulites, pés-de-galinha... quantos dentes já clareei, quantos produtos "maquiei"... sejam para folhetos, catálogos, cartazes, banners, pôsteres, ou panfletos "entupidores de bueiro"...
E eu só faço isso com as fotos. Imagino o que devem fazer com o conteúdo.
No mercado de impressão e pré-impressão gráfica (incluindo agências), circula apenas uma fração do dinheiro que circula na mídia televisiva e telejornalística, pertencente praticamente em sua totalidade a gente ligada diretamente à política.
Não dá para acreditar nas notícias que lemos, ouvimos ou vimos. E é tão grande a quantidade de informações que recebemos todos os dias, que nem temos como verificar sua autenticidade. Assim, nos fica muito mais cômodo acreditarmos nas mentiras do que nas verdades.
Infelizmente, estamos condicionados a isso...

Nenhum comentário: