Translate

domingo, 30 de maio de 2004

Eu invejo as pessoas que podem falar com certeza absoluta que estão amando.
Já perdi a conta de quantas vezes eu me senti apaixonado na vida e é bem verdade que todos nós sempre passamos por alguma experiência do tipo "paixão destrutiva", que faz com que pensemos estar amando profundamente e um dia, ao cair na real, temos raiva de tudo... Já aconteceu comigo (bem mais do que só uma vez)... E creio, já aconteceu com todo mundo que conheço...
O problema, é que depois de uma experiência dessas, a gente começa a se questionar se não está embarcando em outra armadilha do destino desse tipo...
Garotas que diziam que me amavam, também já passaram pela minha vida. E não adiantou nada eu me apaixonar, me dedicar... amar mesmo!
Hoje elas tratam essas fases como "ilusão"... palavra simplista demais para justificar o que não se pode explcar.
Não há palavras capazes de se explicar o que se sente.
Eu poderia escrever durante décadas sem conseguir definir o que é o amor, o que é amar...
Em algumas antigas artes marciais, costumavam dizer que "o caminho não pode ser explicado ou definido e sim, experimentado".
Pois bem... Eu amei sim. Muito... Loucamente... E sempre que eu vivi essa experiência, tive de provar a mim mesmo que eu realmente estava amando. E amar, muitas vezes é dar a quem se ama a chance de ser feliz.
Infelizmente esse tipo de prova, para mim, sempre termina do mesmo jeito.
Geralmente as pessoas que eu penso que me amam terminam me deixando. E é assim que funciona.
Por isso tenho medo de amar de novo... de me deixar levar pelos sentimentos...
Tenho dificuldade em acreditar quando alguém diz que me ama. Como se todo amor fosse ilusão.
Quero crer que estou enganado, mas para mim, o amor é isso: ilusão deliciosa que um dia termina...
Eu queria que ao menos uma vez, esse sentimento, essa experiência não terminasse nunca.
Creio que todos nós buscamos isso a vida toda. Por isso tantos relacionamentos começam e terminam ao longo da vida.
Como se a vida fosse feita apenas para errar.
Sabe? Se a vida foi feita apenas para errar, só a própria vida poderá responder... Se ainda me sobrar vida para viver até lá.

Nenhum comentário: