Translate

terça-feira, 27 de abril de 2004

Afinal de contas...
Por que os ricos quererem ficar mais ricos?
Por que os poderosos sempre querem mais poder?
Vivo me perguntando esse tipo de coisa.
Biologicamente o rico e o pobre são exatamente iguais... Tá certo que o rico é bem mais nutrido graças à alimentação melhor, tem mais base de conhecimento e cultura graças à educação de melhor qualidade e será sempre melhor posicionado profissionalmente, uma vez que todo mundo tende a puxar o saco dos ricos...
É melhor ser rico afinal? Claro! Para poder sair na balada sem medo de gastar o quanto quiser, pegar toda a mulherada e fazer festas regadas a todo tipo de drogas e orgias para na manhã seguinte acordar arrebentado de ressaca, depressão e talvez alguma doença venérea, reforçando o mau-humor para descarregar nos subordinados... (Belo exemplo!)
O pobre por sua vez, não tem tempo nem dinheiro para a balada... aliás, trabalha até tarde para conseguir pagar as contas referentes à própria subsistência.
Eu me lembro de ter visto uma reportagem na TV certa vez, sobre um dos restaurantes mais caros do país, que tinha entre seus pratos, uma carne assada, preparada com um pó de ouro pulverizado sobre ela...(Isso mesmo! Ouro!) Provavelmente para realçar o brilho da gordura que entupirá as coronárias do rico com colesterol. Ouro... veja só!
Tanto a comida do rico quanto a do pobre irão parar no mesmo esgoto sujo cheio de baratas, ratos e (segundo a lenda urbana) crocodilos... (Ha!)
O ouro não é assimilado pelo organismo, logo a natureza dará a ele o devido valor... descarga abaixo.
Sabe? Se você tiver de escolher entre um quilo de ouro ou um litro de água potável você pode até escolher o ouro, mas qualquer outro animal da Terra escolherá a água. Tamanha é a ignorância e a capacidade de distorção de valores que o ser humano tem graças à sua cultura de poder, de ter, de buscar ser melhor que os outros, ou... (não sei o que é pior) parecer melhor que os outros.
A frustração do pobre é não conseguir ser mais do que socialmente é, pois como não tem posses, não nada representa na nossa podre cultura materialista.
Já a depressão do rico muitas vezes vem de não saber o que fazer com o poder, ou com as posses.
Dos dois, o mais tranqüilo, por incrível que pareça é o pobre. O rico vive com medo. Vive visado... temendo sequestros, assaltos... e ainda teme a ira dos inconformados com a distância social que os separa...
Há ricos que trabalham (e muito), que lutam, que buscam o bem do próximo. Mas infelizmente, não são os que detêm o poder. Esses últimos... merecem toda a desinteria do ouro que puderem comer, todo o estrago da droga que puderem tomar, todas as doenças que puderem contrair... pois dos prazeres desses, nasce a fome, a morte e o luto... se são ricos é graças ao suor dos que morrem nas ruas, nos cemáforos, nos barracões das favelas.
Aos ricos que fizeram por merecer, meus aplausos.
Aos hipócritas, minhas vaias.

Nenhum comentário: