Translate

sábado, 20 de setembro de 2003

O pioneirismo é uma palavra que me acompanha...
Comecei meus estudos em Computação Gráfica e produção de imagens digitais antes mesmo de esse termo ser usado. Às vezes, acho até que eu é que "traduzi" o termo e ele acabou "pegando", lá por volta de 1985. (Risos)
Fui o primeiro técnico em Campinas a tratar imagens em RGB com simulação CMYK especificamente para geração de impressos finais em CMYK, o primeiro a repetir essa dose em "Lab Color", o primeiro a adotar normas internacionais de calibragem para RGB e CMYK e participei de uma das primeiras (se não a primeira) equipe de desenvolvimento de sistemas de multimídia do país, quando essa palavra ainda estava sendo "ensaiada"...
Já adaptei PPDs para impressoras Postscript bem como até imagesetters "na unha", de modo a vencer certas limitações das máquinas... enfim.
Não raro, me dizem que sou bom na minha especialidade. Muito bom.
Mas pra mim não é o bastante. Eu também erro, apesar de estar sempre tentando me aprimorar, me especializar.
Alguns problemas aparentemente graves em imagens, aos olhos de outras pessoas, pra mim já soam como simples. E, hoje mesmo, resolvi um problema desses na primeira tacada...
É muito bom ser reconhecido pelo esforço de anos e anos de suor, lágrimas, olheiras, sono, dor nos olhos, alimentação ruim, conflitos, discussões e muitos quilômetros de imagens já percorridas pixel a pixel durante todos esses anos... mas também é bem verdade que não é todo dia que isso acontece, o que me desanima muito.
Muitas vezes eu quis parar, abandonar o meu trabalho... Mas tenho uma reputação a manter e uma responsabilidade muito grande.
Um dia eu terei de deixar a minha profissão. Sei que isso é inevitável...
Pois que seja com orgulho!
Quero deixar a minha marca, como uma lembrança de alguém que fez história, não de mais um ilustre desconhecido...
Muito menos me confundir com os incontáveis aventureiros que, seja pela ganância, seja por medo, ou desespero, tentam "abraçar o mundo" e aceitam fazer qualquer coisa, mesmo sem saber como. Vendendo coisas que não podem entregar...
Atitudes como essa, são as que "queimam" a imagem de quem tenta construir um nome na vida.
Infelizmente, alguns dos que me cercam, ainda agem assim.
Não sou como eles e me recuso a agir dessa forma. (O cliente é sempre mais esperto do que o comerciante pensa.)

"Você já viu um homem perito no seu trabalho? Ele será contratado para servir a reis e não a pessoas sem importância." (Provérbios 22, 29)

Nenhum comentário: