Translate

segunda-feira, 8 de setembro de 2003

As lágrimas não resolvem nada.
O tempo continua passando e o meu sopro de vida continua se dispersando no ar.
Não adianta abaixar a cabeça, ou ouvirei uma voz ecoando em meu coração dizendo: "Levanta a cabeça! Você não é um perdedor!"
Será?
Até para nascer eu precisei de ajuda! (Parto cesariano...) Nasci errando, morrerei errando.
Quisera eu ser diferente... acertar sempre!
De que vale a vida de um homem justo, num mundo injusto?
Qual é o valor da verdade num mundo onde a mentira impera absoluta?
Já pensei em ser injusto ou mentiroso... a tentação é sempre muito grande, mas não nasci pra isso.
Num mundo falso e injusto, eu sou o próprio erro.
Ainda não sei qual é a minha missão nesse mundo, mas sei que gente como eu não vive muito tempo...
Um lugar público cheio de gente, geralmente parece vazio para mim. Mas outras vezes, tenho impressão de ser observado... como se eu fosse alguma aberração ameaçadora de alguma forma...
Vamos ver quanto tempo ainda resisto antes que esse mundo acabe de vez comigo!
Afinal, você conhece alguém que já tenha saído dele vivo?

Nenhum comentário: