Translate

quarta-feira, 3 de setembro de 2003

Apesar do sucesso do meu blog, recentemente tenho sido incentivado a escrever sobre outras coisas, além das minhas tradicionais críticas ao "sistema", aos costumes sociais "implantados" como verdades absolutas, às mentiras divulgadas através dos meios de comunicação, à miopia profissional em diversos setores da economia e às minhas frustrações pessoais (entre elas, a de não conseguir mudar nada disso sozinho).
Me sinto muito inseguro sobre o que escrever hoje, pois há vários assuntos que eu gostaria de abordar.
Recentemente, recebi uma mensagem muito interessante sobre o tema "segurança".
Nela, dizia que todos nós somos inseguros e que segurança depende de uma "validação".
Diferente do termo usado em estatística, esse termo pode ser aplicado aos humanos como uma motivação, que pode ser sob a forma de elogios, ou pelo reconhecimento por um bom trabalho, ou ainda pelo valor de alguém como pessoa.
Mas infelizmente, nem sempre isso acontece. Estamos muito condicionados a parecermos "independentes", a nos "auto-afirmar" perante a sociedade em que vivemos que raramente elogiamos alguém, ou reconhecemos o seu valor.
Resultado: vive-se através de "máscaras", cria-se a atitude do consumismo, do "ter" ao invés de "ser". Como se os nossos objetivos como pessoas fossem se impôr diante da sociedade, ostentar luxo, como uma forma de intimidação pelo poder, ao invés de sermos verdadeiros.
Muitos tipos de depressão têm como causa principal, justamente a falta dessa "validação"... pode significar inclusive um motivo de vida para alguém.
Já fui várias vezes criticado em minha profissão porque eu tenho uma relação de sinceridade para com os meus clientes ao invés de fingir, simular, enfim... "enrolar". Ao contrário do que pensam, a sinceridade tem sido para mim, uma poderosa tática comercial, onde ao invés de se ganhar apenas na venda de produtos ou serviços, pode-se ganhar também amigos.
Esqueça a "Lei de Gerson" que dizia que a ordem era "levar vantagem em tudo"! Esse tempo já acabou, embora as pessoas ainda não entenderam que o falso só funciona uma vez, enquanto que a sinceridade funciona sempre!
Falando nisso, você já elogiou alguém hoje?
Já mencionou o quão bom foi o atendimento que recebeu em algum estabelecimento?
Já parabenizou algum bom serviço?
Ou simplesmente já disse a alguma pessoa que ama o quanto a ama?
Se ainda não, aproveite e o faça! Viva e dê vida a quem precisa!

Nenhum comentário: