Translate

quarta-feira, 26 de março de 2003

O Brasil é um país independente, certo?
Será mesmo?
Historicamente, o Brasil pagou pelo reconhecimento de sua independência, sob a forma de uma dívida externa.
Em outras palavras: O Brasil hoje, é uma colônia de exploração internacional controlada por nossos credores internacionais (FMI), cujo maior acionista, são os EUA.
E o Governo do Brasil? É realmente soberano ou faz o papel de "caseiro"?
Vejamos... O Presidente não passa de uma espécie de "representante comercial", ou seja, não manda nada; Já os Deputados e Senadores têm todo o poder da legislação do "país" em suas mãos, podendo fazer e desfazer o que bem entenderem, atuando como "senhores feudais". São o segundo "poder paralelo" relativamente rumorizado pela imprensa.
Alguns são os maiores latifundiários do "país" e, claro, são contra a tal reforma agrária que nunca sai.
Outros, são os maiores fraudadores dos cofres públicos e, claro, são contra a tão desejada reforma tributária.
Quando um é pego com a "boca na botija", basta renunciar. Se não der, a lei permite que este escolha o juíz que vai "julga-lo"... E por aí vai.
Bom, já contamos mais ou menos como funcionam dois dos chamados "poderes paralelos" do "país".
Vamos ao terceiro: O grande empresariado.
Estes têm informações privilegiadas e controlam grande parte da economia interna do "país". Pagam menos impostos que o pequeno empresariado, mas pelo menos costumam manter o dinheiro no "país" e gerar empregos, ao contrário dos dois primeiros poderes paralelos.
E agora, o pior deles, e que controla o lado social: a bandidagem.
Crianças deixam de freqüentar a escola e os pequenos comerciantes fecham suas portas, por medo.
A lei os "protege", pois eles normalmente têm ligações diretas com o segundo "poder paralelo", quando não fazem parte dele.
Há também o poder da mídia, que tem como principal função, manter a imensa maioria da população distraída, hipnotizada por falsos valores e de olhos cada vez mais fechados quanto à atuação desses "poderes paralelos", gerando assuntos culturais de qualidade duvidosa, como quem vai ficar com quem na novela, ou quem vai ficar lanterninha no campeonato paulista...
E há quem acredite que os tais "poderes paralelos" não existem.
Será mesmo? Ainda há muito mais detalhes que eu não citei... ainda.

Nenhum comentário: